NOTÍCIAS

Vantagens competitivas de um Sistema de Gestão Ambiental

 

Por Priscila Leal, gestora ambiental e consultora da Biotera.

Uma dos grandes desafios, quando se trata de discutir a questão ambiental, é o de compatibilizar crescimento econômico com a preservação ambiental. Nesse sentido devemos analisar as ações humanas durante longo período de tempo, uma vez que com a desbravação do meio ambiente para se criar condições de vida, que conforte, houve e ainda há o domínio extremo do homem sobre o meio ambiente, onde estamos consumindo muito mais do que o meio possa nos oferecer, o que afeta diretamente as questões econômicas da humanidade.

Apesar da mentalidade com relação às questões ambientais ter evoluído bastante em poucas décadas, muitas empresas no Brasil ainda encontram-se fora dessa evolução, onde na maioria dos casos as empresas não possuem uma consciência ambiental, podendo ser classificadas como empresas reativas que respeitam as normas (legislações) por conta da pressão fiscalizadora e pelo surgimento de barreiras no comércio internacional e a imposição da sociedade para que as empresas busquem ser socialmente e ambientalmente responsáveis.

Do ponto de vista econômico  um SGA estruturado, permite a redução de custos, devido à eliminação ou redução de desperdícios, e/ou aumento de receitas, como consequência da melhoria da imagem da empresa no mercado e melhor aceitação de seus produtos. Por sua vez, a melhora do desempenho financeiro através da melhora pelo desempenho ambiental, gera um aumento da disponibilidade de recursos financeiros para o suporte e manutenção do próprio SGA, podendo produzir novas melhorias do desempenho ambiental. Além disso, fatores sociais (exigências dos consumidores e ações de entidades não- governamentais) e fatores políticos (imposição de restrições, multas e novas legislações) exercem pressões adicionais para a introdução do gerenciamento ambiental nas empresas.

A gestão ambiental oferece às empresas oportunidade de adicionar valor e ainda obter vantagens competitiva por meio da percepção pública, economia de custos ou rendimentos adicionais, enquanto alivia os efeitos de produtos e processos produtivos no ambiente. Portanto, uma empresa que demonstra que está avançando em termos de uso de tecnologias ambientalmente amigáveis ou em relação a utilização de processos produtivos sustentáveis poderá obter diversos benefícios, tais como:

  • aumento no comprometimento dos funcionários;
  • mitigação dos danos ambientais (redução dos riscos);
  • menores custos de produção;
  • menor custo de disposição de resíduos;
  • melhores oportunidades de negócios;
  • processos mais eficientes;
  • redução do consumo de energia, água e materiais, além da diminuição na emissão de poluentes e resíduos.

Portanto embora exista um gasto para implementação de um SGA e obtenção da certificação ISO 14001, este investimento são compensados pelas vantagens ambientais, econômicas e estratégicas advindas da certificação. Isto faz com que a implementação de um SGA seja uma ferramenta muito útil para organizações que queiram melhorar seu desempenho ambiental ou obter uma vantagem estratégica sobre seus competidores.